Histeroscopia

Histeroscopia

A Histeroscopia é um método que consiste na observação direta da cavidade uterina através de um sistema óptico fino. Este sistema óptico é introduzido através da vagina e do colo do útero. Permite ao médico diagnosticar lesões e doenças uterinas que podem interferir com a implantação dos embriões ou com a evolução da gravidez (por ex. miomas, pólipos, septos uterinos), investigar sangramento uterino excessivo, pesquisar corpo estranho, realizar biópsias para avaliação de câncer de endométrio ou hiperplasia endometrial, pesquisar dor pélvica crônica e dor na relação sexual. No dia do exame a paciente deverá levar a última ultrassonografia transvaginal e demais exames pertinentes.

Como é realizado o exame?

Demora cerca de 15-40 minutos e é geralmente indolor. Contudo, algumas mulheres referem um desconforto abdominal semelhante às dores menstruais. A paciente não necessita de anestesia, mas se houver necessidade pode ser administrado analgésico e sedativo endovenoso ou então anestesia local. Se a histeroscopia for realizada sem anestesia, não requer jejum. Caso tenha sido prescrita alguma preparação, deverá segui-la rigorosamente. A mulher deve estar tranqüila e permanecer em posição ginecológica. O médico realiza a observação do colo uterino. Após isso, introduz uma óptica fina através da vagina e do colo uterino até chegar à cavidade do útero. A imagem é visível num monitor de vídeo, pois o sistema óptico tem acoplado uma câmera. A paciente pode também acompanhar o procedimento através deste monitor. Como o útero é uma cavidade virtual, há necessidade de introduzir soro fisiológico para distender as paredes do útero e assim permitir a visualização da cavidade uterina. Esta distensão pode causar algum desconforto, mas é essencial para a observação completa de todas as paredes do útero e de possíveis alterações.

O que é Pólipo uterino?

É uma projeção da mucosa que pode ser cervical (colo uterino) ou endometrial (revestimento interno do útero).
São comuns em mulheres entre 40 e 50 anos. O sintoma mais frequente é a sinusiorragia (sangramento na relaçãosexual) e sangramento intermenstrual. O pólipo uterino é diagnosticado através do exame físico ginecológico e na maioria das vezes pode ser retirado facilmente em consultório ginecológico. Apenas 0,3% deles tem degeneração maligna (câncer). Dentre as pacientes com pólipos de colo uterino, 40% apresentam concomitantemente pólipos endometriais.

< voltar
DRA. EVELINE LINHARES - GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA
VILA CLINIC - (Atrás do Hospital Dr. Estevão e do Abrigo)
Rua Dr. Figueiredo Rodrigues, 573 Centro, Sobral - CE
Tel.: (88) 3613-2001\ 3613 4001\ 9747 8013
Encontre no mapa
Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia International Federation of Gynecology and Obstetrics Sociedade Brasileira de Videocirurgia International Urogynecological Association Associação Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia